Notícias

  • Jan

    15

    2014

Pequenos negócios criam mais de 1 milhão de empregos em 2013, diz Sebrae

Os pequenos negócios, aqueles que faturam até R$ 3,6 milhões bruto por ano, responderam pela criação de 1.041.593 postos de trabalho no acumulado de janeiro a novembro de 2013, segundo o Sebrae Nacional (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Com essas contratações, as micro e pequenas empresas foram responsáveis por 88,3% do total de empregos formais gerados no país nesse período, contra 81,5% em 2012, de acordo com a entidade. 

"São cerca de 8 milhões de micro e pequenas empresas no país que representam uma porta de entrada para o mercado de trabalho", afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Apenas em novembro de 2013, os pequenos negócios foram responsáveis pela geração de 91,5 mil vagas, o que equivale a um crescimento de 7% se comparado com o mesmo mês de 2012.

Já as médias e grandes empresas e a administração pública, de acordo com a entidade, extinguiram quase 47,5 mil vagas no mesmo período.

A proximidade do mês com as festas de fim de ano fez com que o comércio liderasse, em novembro, as contratações, segundo o Sebrae.

O setor apresentou um saldo líquido de 83 mil postos de trabalho, mais do que o dobro do saldo de empregos na área de serviços, que foi de 37,9 mil contratações.

"As férias de final de ano também movimentam muito esse último setor [serviços]. Mais da metade dos empregos gerados foram em alojamentos, restaurantes, bares e lanchonetes", afirma Barretto.

Segundo o Sebrae, a região Sudeste teve o maior número de contratações: 33,7 mil empregos criados, seguida pelo Nordeste, com 33 mil novos postos.

No Sul, foram registrados 22,5 mil novos trabalhadores, enquanto o Norte empregou 4.202 pessoas. A região Centro-Oeste foi a única com saldo negativo de empregos nas micro e pequenas empresas, com 1.898 postos de trabalhos a menos.

Os dados divulgados pelo Sebrae fazem parte do levantamento mensal que a entidade faz com base no Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho e Emprego.