Notícias

  • Abr

    15

    2021

Com empresas na UTI, ACEO pede que o comércio de Osasco volte à fase laranja do Plano São Paulo

Diante da situação crítica pela qual passam as empresas e comércios de Osasco a Associação Comercial e Empresarial de Osasco (ACEO) encaminhou à Prefeitura – por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento – dois ofícios pedindo a flexibilização urgente das medidas de restrição para que shoppings e comércios possam funcionar com as regras da fase laranja do Plano São Paulo.

No primeiro documento, falando também em nome dos comerciantes da cidade, o presidente da ACEO, Dr. Amir Gomes, lembra que o setor tem sido asfixiado pelas restrições que impedem o funcionamento das empresas.

“Este reflexo tem sido devastador e está condenando à morte inúmeras empresas, em especial as micro e pequenas, além da consequente perda de muitos empregos”, pontua.

Já no segundo documento – que traz também a assinatura de superintendentes de quatro grandes shoppings de Osasco – Dr. Amir afirma que os shoppings são notadamente ambientes seguros por adotarem com rigor todos os protocolos sanitários determinados.

Dr. Amir Gomes é o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Osasco (ACEO)

“[Eles] estão prontos para voltar a funcionar, dando oportunidade aos lojistas para salvarem os seus negócios com todo zelo à saúde de empreendedores, colaboradores e consumidores”, continua.

Dr. Amir conclui enfatizando que a entidade reconhece os esforços da administração municipal nos cuidados com a saúde, o que tem resultado em reflexos positivos para os indicadores de contenção da pandemia. Mas que os índices já colocariam o comércio osasquense na fase laranja do plano.

“Precisamos sim continuar cuidando da saúde e da vida de todos, mas precisamos mais do que nunca salvar empresas e empregos. A situação está tão grave que uma antiga conhecida dos brasileiros, a fome, está de volta”, finaliza.