Notícias

  • Mar

    11

    2021

Escalonamento de funcionários e proibição do setor de construção: como fica a fase emergencial do Plano SP?

O governo de São Paulo anunciou na tarde desta quinta-feira, 11, medidas mais duras para a fase vermelha do Plano São Paulo.

Segundo o governador João Doria Jr. (PSDB), trata-se de uma fase emergencial do plano e não de lockdown.

As novas regras começam a valer na segunda-feira, 15, e valem até 30 de março. Nesse período a circulação de pessoas está proibida entre 20 horas e 5 horas.

Além disso, atividades esportivas coletivas e celebração de cultos religiosos também serão suspensas.

Nessa fase emergencial o funcionamento de lojas de materiais de construção estará totalmente proibido.

Ainda, serviços de retirada de produtos de qualquer espécie não poderão funcionar.

Restaurantes e outros estabelecimentos comerciais poderão operar por drive-thru entre 5 e 20 horas e fazer entregas 24 horas.

Farmácias, hospitais, postos de gasolina, supermercados e outros estabelecimentos essenciais não são atingidos pelas novas regras e podem funcionar normalmente.

O governo de São Paulo recomenda ainda escalonamento do horário de entrada de funcionários da indústria, comércio e serviços, para evitar aglomerações no transporte público.

O QUE PODE FUNCIONAR: 

Farmácias

Hospitais

Postos de gasolina

Supermercados

Unidades de serviço e produtos para animais

Outros estabelecimentos de serviços e comércio essenciais

Restaurantes (24 horas para entregas/ delivery)

Restaurantes (das 5 às 20 horas para retirada/drive-thru)